Carnaval: Mulher que chamou ambulante de macaco é presa pela PC

Uma mulher que estava em um bloco nesta terça-feira (21), no circuito Dodô, foi presa por injúria racial por policiais civis.

O auto de prisão em flagrante foi lavrado no Serviço Especializado de Respeito a Grupos Vulnerabilizados e Vítimas de Intolerância e Racismo (SERVVIR), localizado no Shopping Barra.

A mulher, que é de Teresina (PI), chamou um vendedor ambulante de “macaco”. “A mulher foi apresentada por investigadores do Posto Policial Integrado (PPI) logo após as ofensas”, explicou a titular da Coordenação Especializada de Repressão aos Crimes de Intolerância e Discriminação (Coercid), delegada Ana Cristina de Carvalho, que estava de plantão no momento do flagrante.

Em janeiro deste ano, o crime de injúria racial (ofensa por raça, cor, etnia, religião ou origem) foi equiparado ao de racismo, passando a ser imprescritível e inafiançável, com pena de reclusão e multa.

A mulher está sendo ouvida na unidade e posteriormente ficará custodiada, à disposição do Poder Judiciário.

Fonte: SSP/ BA
E ai? O que você achou? Deixe seu comentário!
Entre em contato com a equipe da TV Conça! E-mail: [email protected] | Tel.: (75) 98259-9435
< !-- código Ads Supplier -- >